ITALO FERREIRA VOLTA AO TOP 5 DA WSL

Surf City El Salvador Pro 2022, Punta Roca, WSL, World Surf League, Circuito Mundial de Surf 2022. Foto: WSL
Italo Ferreira chega à semifinal do Surf City El Salvador Pro e sobe para quarto no ranking mundial. Foto: WSL

Com uma bela campanha no Surf City El Salvador Pro 2022, Italo Ferreira está de volta aos Top 5 da World Surf League (WSL). Depois de três dias intensos de competição, Italo conquistou o terceiro lugar nas direitas de Punta Roca e segue firme na briga por uma vaga na grande final da temporada, que acontece em setembro, em Lower Trestles, Califórnia (EUA).

A estreia no round 1 não foi das melhores, mas a partir do round 2, o surfista de Baía Formosa (RN) cresceu de produção e passou a mostrar o seu grande talento nas ondas salvadorenhas.

Italo derrotou o convidado Josh Burke, de Barbados, na repescagem, e em seguida deu o troco no australiano Connor O’Leary, algoz do brasileiro em uma bateria com poucas ondas em G-Land, Indonésia.

A melhor apresentação do campeão olímpico veio nas quartas de final, diante do australiano Ethan Ewing, um dos concorrentes à finalíssima do Tour em Trestles. Com uma virada espetacular nos minutos finais e totalizando 17.47 pontos em 20 possíveis, Italo eliminou o perigosíssimo Ethan, autor de 16.10 pontos.

Surf City El Salvador Pro 2022, Punta Roca, WSL, World Surf League, Circuito Mundial de Surf 2022. Foto: WSL
Filipe Toledo voa nas ondas de Punta Roca e termina em segundo lugar. Foto: Thiago Diz / World Surf League

Já na semi, em duelo brasileiro com Filipe Toledo, Italo chegou a liderar o placar durante boa parte do tempo, mas Filipinho encontrou uma direita com grande potencial e arrancou 9.70 dos juízes, dificultando a reação do adversário.

A outra semifinal reuniu Gabriel Medina e o californiano Griffin Colapinto. A batalha foi muito acirrada e Griffin venceu por 13.30 a 13.17 pontos.

A decisão também foi apertada e a favor de Griffin, que virou o placar diante de Filipe Toledo e levou a melhor com 17.00 pontos, contra 16.00 do brasileiro.

Com o resultado, Griffin pulou para terceiro no ranking e Filipinho segue cada vez mais isolado na liderança.

Entre as mulheres, a australiana Stephanie Gilmore levou a melhor em El Salvador e subiu da sétima para a terceira posição no ranking. E a vice-campeã nas direitas de Punta Roca, Lakey Peterson, marcou 7.800 pontos e foi do sexto para o quinto lugar. A pentacampeã, Carissa Moore, segue na frente agora com a francesa Johanne Defay em segundo e a costa-ricense Brisa Hennessy dividindo o terceiro lugar com Stephanie Gilmore.

Agora, os atletas seguem para Saquarema (RJ), palco do Oi Rio Pro a partir de 23 de junho.

Atenção: É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, sem autorização escrita da IF15 Sports ou AOS Mídia.

Finalistas do Surf City El Salvador Pro 2022, Punta Roca, WSL, World Surf League, Circuito Mundial de Surf 2022, Griffin Colapinto, Stephanie Gilmore, Filipe Toledo e Lakey Peterson. Foto: WSL
Finalistas do Surf City El Salvador Pro 2022. Foto: WSL

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO SURF CITY EL SALVADOR PRO:

DECISÃO DO TÍTULO MASCULINO:
Campeão: Griffin Colapinto (EUA) por 17,00 pts (9,00+8,00) – US$ 100.000 e 10.000 pts
Vice-campeão: Filipe Toledo (BRA) com 16,00 pts (9,57+6,43) – US$ 63.000 e 7.800 pts

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 40.000 e 6.085 pontos:
1.a: Griffin Colapinto (EUA) 13,30 x 13,17 Gabriel Medina (BRA)
2.a: Filipe Toledo (BRA) 17,10 x 13,20 Italo Ferreira (BRA)

DECISÃO DO TÍTULO FEMININO:
Campeã: Stephanie Gilmore (AUS) por 13,00 pts (7,33+5,67) – US$ 100.000 e 10.000 pts
Vice-campeã: Lakey Peterson (EUA) com 10,67 pts (6,67+4,00) – US$ 63.000 e 7.800 pts

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 40.000 e 6.085 pontos:
1.a: Lakey Peterson (EUA) 12,70 x 9,67 Johanne Defay (FRA)
2.a: Stephanie Gilmore (AUS) 14,50 x 9,84 Caroline Marks (EUA)

 

RANKING DO WSL CHAMPIONSHIP TOUR – 7 etapas:
1.o- Filipe Toledo (BRA) – 40.040 pontos
2.o- Jack Robinson (AUS) – 36.905
3.o- Griffin Colapinto (EUA) – 32.150
4.o- Italo Ferreira (BRA) – 28.300
5.o- Kanoa Igarashi (JPN) – 28.110
6.o- John John Florence (HAV) – 28.025
7.o- Ethan Ewing (AUS) – 27.650
8.o- Callum Robson (AUS) – 23.835
9.o- Barron Mamiya (HAV) – 22.620
10.o- Miguel Pupo (BRA) – 22.120
11.o- Caio Ibelli (BRA) – 21.470
12.o- Jordy Smith (AFR) – 20.780
13.o- Connor O´Leary (AUS) – 20.695
14.o- Kolohe Andino (EUA) – 19.355
15.o- Matthew McGillivray (AFR) – 19.065
16.o- Kelly Slater (EUA) – 18.640
17.o- Jake Marshall (EUA) – 17.365
17.o- Samuel Pupo (BRA) – 17.365
17.o- Nat Young (EUA) – 17.365
20.o- Seth Moniz (HAV) – 16.800
21.o- Jadson André (BRA) – 15.375
22.o- Jackson Baker (AUS) – 13.950
23.o- Gabriel Medina (BRA) – 13.230
24.o- Yago Dora (BRA) – 5.710
25.o- Rio Waida (IDN) – 3.320

RANKING DO WSL CHAMPIONSHIP TOUR – 7 etapas:
1.a- Carissa Moore (HAV) – 36.840 pontos
2.a- Johanne Defay (FRA) – 35.065
3.a- Stephanie Gilmore (AUS) – 32.930
3.a- Brisa Hennessy (CRI) – 32.930
5.a- Lakey Peterson (EUA) – 31.650
6.a- Tyler Wright (AUS) – 28.660
7.a- Isabella Nichols (AUS) – 27.320
8.a- Courtney Conlogue (EUA) – 26.880
9.a- Tatiana Weston-Webb (BRA) – 26.525
10.a- Gabriela Bryan (HAV) – 24.325
11.a- Sally Fitzgibbons (AUS) – 22.065
12.a- Bronte Macaulay (AUS) – 20.570
13.a- Caroline Marks (EUA) – 12.875

Leia também:

Australianos vencem etapa do Tour em Margaret

Veja o ranking atualizado da WSL depois do corte

Jack Robinson e Johanne Defay vencem em G-Land